Veja dicas para declarar o imposto de renda corretamente

Todo ano, os primeiros meses é o período de fazer a declaração do Imposto de Renda. No entanto essa declaração precisa ser feita com muito cuidado, para não haver erros, pois assim o contribuinte pode ter problemas com a Receita Federal.

Quem vai fazer a declaração pela primeira vez precisa ter mais atenção ainda para não precisar prestar contas ao leão. É preciso fazer o formulário com cuidado, revisando todas as informações e organizando os registros para possíveis comprovações.

Se você também precisa fazer a declaração do Imposto de Renda pela primeira vez, veja algumas dicas de como fazer isso de modo correto.

Quem deve declarar imposto de renda?

Deve declarar Imposto de Renda todo aquele que recebeu um valor acima de vinte e oito mil reais, valores não tributáveis e isentos cujos valores somados sejam maiores que quarenta mil reais.

Também todo aquele que fez alguma operação na bolsa de valores, ou que obteve um valor acima de cento e quarenta e dois mil reais, decorrente do trabalho rural. Que possui propriedades com valor a mais de trezentos mil reais.

Além desses, você pode conferir quem ainda precisa fazer essa declaração, direto no site da Receita Federal.  Você também pode solicitar a um profissional em contabilidade para lhe orientar ou para fazer esse serviço.

Separe a documentação necessária

Para fazer a declaração do Imposto de Renda, a Receita Federal solicita documentos como CPF, carteira de Identidade e título de eleitor. Mas além desses, também é preciso apresentar outros comprovantes.

Estes comprovantes são documentos que vão mostrar o quanto você ganhou no ano anterior e servirá de base para qualquer cálculo para pagamento ou restituição.

É essencial que você guarde os seguintes relatórios de rendimento: de algum empregador, caso você tenha feito contrato de trabalho, do banco que você faz transações comerciais e de seus investimentos.

Escolha o modo de declarar mais favorável

Existem dois modelos para fazer a declaração do imposto de renda: o simplificado e o completo. O que diferencia um do outro é o valor do desconto em cima do imposto devido.

O tipo simplificado dá direito a vinte por cento de desconto nos ganhos tributáveis. Já na modalidade completa existe a oportunidade de reduzir despesas com pensão alimentícia gastos médicos e outros, o que a torna mais vantajosa em comparação com o modelo simplificado.

Tenha cuidado ao preencher os dados

É preciso ter muito cuidado quando você for preencher o formulário, principalmente para não passar a informação errada ou no espaço errado.

Para evitar possíveis erros é necessário fazer uma revisão cuidadosa de todas as áreas preenchidas, analisando não apenas os dados informados, mas também se foi colocado no local correto.

Tire dúvidas antes do envio

Se você tiver uma dúvida em relação a algum detalhe da declaração, você precisa tirar antes de enviá-la. Assim você vai evitar cair na malha fina, além de evitar ter despesas tributárias altíssimas e desnecessárias.

No site da Receita Federal fica disponível um manual para ajudar todo contribuinte a fazer sua declaração de modo correto.

Antecipe a entrega

Existe um prazo para entregar a declaração, que é até o fim do mês de abril. Todo contribuinte que não faz a declaração ou perde esse prazo de entrega, deve pagar uma multa que custa mais que cento e cinquenta reais. Assim, é melhor enviar essa declaração antes.

Comentar